VERÃO E FIM DE ANO.
VIAGEM DE MOTO, COM CERTEZA!

Rolê de moto é daóra, mas pra onde? Tem que se ligar e programar com antecedência para que dê tudo certo e a viagem seja muito bem curtida por você, sua moto e a galera envolvida. Se liga nessas dicas:

PRAIAS PARA
SALGAR A ALMA

São Paulo – Santos 

Rolê rápido e daóra, o caminho entre São Paulo e Santos é bem curto, leva em torno de uma hora. Portanto, dá para fazer um bate e volta tranquilo para quem é da capital. Bom, depende da mão do camarada, é claro! Com muitas curvas, a descida da serra é bem divertida e dá uma vista de tirar o fôlego das cidades litorâneas, além de estar no meio de um pedaço protegido da mata atlântica. Vale a pena se programar.

Paraty – Rio de Janeiro

O trajeto entre Paraty e a capital carioca é roots com estradas de mão única e, às vezes, sem sinalização. São praticamente 5 horas de pura aventura em seus quase 300 km entre uma e outra.
Fora isso, além de ligar duas cidades maravilhosas e cheias de história, é possível visitar outros lugares no caminho, como Angra dos Reis, praias como São Gonçalo e Prainha.

São Paulo – Rio de Janeiro (Estrada Rio-Santos)

Uma das rodovias mais belas do Brasil, com visual animal e cheia de pontos de paradas para descansar.

Roteiro Rio - Santos

Roteiro Rio – Santos – Google Maps

Tome cuidado com o trânsito e pedestres, é comum ter uma galera na “caixa do nada” atravessando a rua. Feriados você já pode imaginar como esse roteiro fica, né. Chuvas de verão provocam deslizamentos de terra e acidentes, redobre o cuidado e não fique colado no automóvel da frente. É um rolê para quem já tem uma certa familiaridade com a moto e longas distâncias.

É importante programar paradas para descanso regularmente, dessa forma a viagem não fica tão cansativa para você ou o garupa, é claro que isso depende do cronograma e conforto de cada viajante. Não esqueça de dar uma olhado em nosso post sobre Dicas de Viagem, onde listamos alguns itens que não podem faltar em um rolê como este, por exemplo.

CULTURA A
CÉU ABERTO

Estrada Real (Minas – Rio de Janeiro)

Descolando do litoral, temos o interior do país que é tão belo quanto qualquer praia nossa. A Estrada Real, também chamada de Caminho do Ouro, foi feita no século XVII e seu objetivo era o transporte de minérios vindos de Ouro Preto até o cais de Paraty e Rio de Janeiro. O trajeto é famoso e a estrada é bem preservada, destino obrigatório para bikers de plantão.

Rota do Sol

Conhecida apenas como Rota do Sol, ela vai da Praia de Ponta Negra, no sul de Natal, no Rio Grande do Norte, até a Praia da Pipa, e passa pelas praias de Cotovelo, Pirangi, Búzios, Tabatinga, Camurupim e Barreta, conhecidas por sua extrema beleza. É um trajeto indicado para motociclistas mais experientes, pois muitos trechos são estreitos com muitas curvas e é bem comum o aparecimento de animais silvestres na pista.


filme gravado por Julio Couto

Serra do Rio do Rastro 

Essa serra é um ponto muito procurado por motociclistas brasileiros. Seu nível de desafio é alto, com muitas descidas íngremes e curvas fechadas. Precisa de muita destreza para fazer esse rolê. Liga Bom Jardim da Serra e Lauro Muller, duas cidades da serra catarinense. Com muitas matas e cachoeiras, é um dos cartões postais do estado e vale muito a pena se programar para conhecer.

Se quiser mais informações ou dicas sobre cada uma das rotas acima, comente aqui. Valew!

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *